head

Apresentação Equipe Diretrizes para autores Edição atual Edições Anteriores

A Revista Perspectivas em Educação Básica é um periódico semestral de divulgação de trabalhos acadêmicos existente desde 2006. Originalmente, o periódico publicava resultados de projetos de ensino, pesquisa e extensão feitos no Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, referentes a todas as disciplinas escolares, para um público amplo e heterogêneo. Em sua retomada, no ano de 2017, a revista pretende ampliar seu alcance e conteúdo, aceitando artigos e ensaios fotográficos de pesquisadores de diferentes instituições de ensino.

A Revista Perspectivas em Educação Básica, do Colégio de Aplicação da UFRJ, seleciona artigos e ensaios fotográficos para a sua primeira edição, cujo tema é “Experiência, poética e resistência”. Os trabalhos devem ser enviados até 31 de agosto de 2017 para o e-mail O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo..

O objetivo deste número é explorar o conceito de experiência no campo pedagógico aplicado à Educação Básica e as conexões, relações e articulações com poéticas e resistências presentes no cotidiano escolar. Num momento em que a educação pública vem sendo seriamente ameaçada, vê-se um enfraquecimento de práticas pedagógicas que valorizam o sujeito na sua complexidade. Faz-se relevante, nesse contexto, pensar o papel da valorização da experiência, da poética e da resistência no ambiente escolar como elementos fundamentais para a formação de sujeitos abertos ao outro, críticos e propositivos frente o contexto em que se vive.

Entendemos, a partir do viés de Larossa (2014),o sujeito da experiência“como um território de passagem, algo como uma superfície sensível que aquilo que acontece afeta de algum modo, produz alguns afetos, inscreve algumas marcas, deixa alguns vestígios, alguns efeitos” (p.25). Assim,o sujeito, ao transpor espaços indeterminados, posta-se à prova, aberto à sua própria transformação e à reflexão em si. Dessa forma, a experiência, seja ela social, cultural, pedagógica ou histórica pode ser vista como a matéria-prima essencial para os processos de formação de identidades, sejam elas de classe, de gênero, de geração ou de etnias. Nesse sentido, discutir tal conceito em sua multiplicidade nos permite também despir-nos de preconceitos sobre variados assuntos na escola.

Aliada à noção de experiência, a pesquisa em educação como poética nasce da relação entre a teoria e a prática, nas mais diversas possibilidades de criação de realidades e caminhos. Como resistência, ainda, a experiência nasce da possibilidade de instituir ou consolidar um projeto de construção de conhecimento coletivo, que compreenda a diversidade de elementos que compõem o ambiente escolar.

Esta edição pretende, portanto, pensar um sujeito da experiência que afeta todo o contexto em que está inserido, criando atos de enunciação e ação que poeticamente encarnem corpos resistentes ao sistema autoritário e opressor que promove desigualdade e diferenciação com seus ideais.

Referências:
Larrosa, Jorge. Tremores: escritos sobre experiência. Belo Horizonte: Autêntica, 2014.

Setores curriculares

 

artes cênicas artes visuais biologia desenho geométrico educação física espanhol
filosofia física francês geografia história inglês
língua portuguesa matemática multidisciplinar música química sociologia

 

UFRJ CAp - Colégio de Aplicação da UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ